quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Make-up

8 comentários:

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...


http://in-eo-loco.blogspot.com/
Que achas?

Rosa dos Ventos disse...

Fiquei em "suspense" para ver o resultado final.
Que trabalheira!
Mas eu aconselho a menina a pôr um aparelho nos dentes...é o que está a dar! :-))

Abraço

poetaeusou . . . disse...

*
é assim que se faz ?
,
conchinhas, envio,
,
*

heretico disse...

beijo

Justine disse...

Eu bem queria aprender, mas o meu computador decidiu não me abrir o vídeo...sniff!

legivel disse...

... muito didáctico e emocionante. Só não gostei daquela parte em que ela diz para o pincel "lá por teres mais pelos que eu, pensas o quê?!". Pelo sim, pelo não, há coisas que nem se devem pensar...

Betty Branco Martins disse...

.querida________Patanisca







FESTAS FELIZES:)_______MUITA





.PAZ_____para o mundo

.SAÚDE______para todos nós

.MUITO AMOR_____no coração de cada "homem"


.UM GRANDE SORRISO_____no rosto de cada criança

.UM OLHAR PARA CADA IDOSO____e ver uma fonte de sabedoria_______...



._________e que se diga_____




"FESTAS FELIZES" TODOS OS DIAS:))





beijO______ternO

com amizade

Rodrigo Rodrigues ("Perdido") disse...

Que o Menino Jesus, o Pai Natal, os Reis Magos, Aquele, Aquela ou Aquilo em que te acreditares, te dê todas as prendas que desejaste (um carrinho eléctrico, um vestido para a Barbie, um iPod, um plasma, uma fritadeira eléctrica, velinhas e incensos da loja chinesa, um GPS, toda as colecções em DVD de séries televisivas... toda a felicidade que esta época tem para te oferecer graças à tecno-ciência e ao dinheiro que ainda não escoou pelo ralo dos bancos que faz de conta que estão falidos).

Que passes os dias santos reconfortada com a presença em peso da família a comer desesperadamente e sem parar o peru, o galo, o bacalhau, os enchidos, as carnes vermelhas, pretas ou azuis, copiosamente regado com toda panóplia de néctares do supermercado mais próximo, sem esquecer a coca-cola, os sevenapes e os aicetis, e te empanturres com farófias, fatias paridas, arroz doce, pudins e todas as maravilhas que o açúcar, a manteiga, as natas e os ovos permitiram nas mãos de uma abadessa conventual. [Não é o teu caso: passa antes bem com os teus amigos ianques]

Soma à lista dos teus inimigos encarniçados aquele ou aquela que te oferecer uma balança, uma fita métrica ou um passe social para passear nos laboratórios de análises clínicas.

Por mim, que sou modesto e pobre a pedir, desejo-te, honestamente e muito do fundo do coração, que estes dias passem depressa e sem incidentes desagradáveis e que regresse a vida calma e tranquila. Então, poderemos reestabelecer o encontro sereno e lúcido dos dias e das noites e a prenda imaterial e incomprável da amizade.